Share Facebook Share Twitter
museus e património cultural da área metropolitana do porto

Pin - Área Metropolitana do Porto

Fala-se, e muito justamente, da talha dourada, mas não é só o banho a ouro que torna esta igreja preciosa. Lustrosa, seja a que hora for. O impressionante trabalho de escultura em madeira da Árvore de Jessé faz com que este retábulo seja considerado o mais exuberante exemplo desta temática em Portugal.
São cerca de 50 degraus, a subir. E uma vista privilegiada da marginal de Gaia. Lá em cima. E de parte do casario da Ribeira do Porto. É só deitar pés ao caminho! A construção da Igreja do Convento de São Francisco começou no século XIV, mas para lá da imponente porta está um entroncado trabalho de filigrana, em talha dourada, dos séculos XVII e XVIII. É uma das mais importantes obras do Barroco. A igreja tem a estrutura de um templo gótico com reminiscências do estilo românico. Antes de entrar, há que reparar na rosácea, generosa, e no portal, estilo barroco, edificado entre os séculos XVII e XVIII.
O interior é revestido a talha dourada. Mas não totalmente. Na lateral esquerda do transepto a parede está praticamente nua. Resultado da ação dos soldados durante as Invasões Francesas. Mas antes disso, ainda do lado esquerdo, um fresco. No século XV, a Igreja acolheu aquela que é, hoje, uma das mais antigas pinturas murais conservadas no país, obra atribuída a António de Florentim. Logo a seguir, está o retábulo do altar da Capela de Nossa Senhora da Conceição com a Árvore de Jessé, esculpida em madeira polícroma. Foi reformulado entre 1718 e 1721 por Filipe da Silva e António Gomes, sobre uma obra pré-existente. Partindo da interpretação de um texto do profeta Isaías, representa a genealogia de Cristo. Do século XVI data a Capela de São João Baptista, desenhada por João de Castilho, um dos principais arquitetos do ciclo manuelino. No início do século XVIII, todo o interior foi objeto de remodelação, construindo-se, então, os principais retábulos de talha dourada.
Com a extinção das ordens religiosas e o incêndio de 1833 o convento entrou em decadência. O claustro foi arrasado para dar lugar ao Palácio da Bolsa e a igreja chegou a servir de armazém da Alfândega da cidade. O restauro começou em 1957. Tudo se manteve. O brasão que ostenta dois braços cruzados? São as Armas da Ordem de São Francisco. A Igreja integra o Percurso Museológico da Venerável Ordem Terceira de São Francisco.



+ INFO

INFORMAÇÃO GERAL

FREGUESIA
São Nicolau

SUBCATEGORIA
Igreja

CRONOLOGIA
Séculos XIV- XVIII-XX

PREÇO
Percurso Museológico da Venerável Ordem Terceira de São Francisco - adulto: 5,00€ | estudantes: 4,00 | escolas e agências de viagens: preços especiais

HORÁRIOS

ABERTURA AO PÚBLICO
Percurso Museológico da Venerável Ordem Terceira de São Francisco - novembro a fevereiro: 9:00-18:00 | março a outubro: 9:00-19:00 | julho, agosto e setembro: 9:00-20:00

VISITAS GUIADAS
Mediante marcação prévia.

Para obter o seu roteiro no mapa, indique a sua posição clicando na seta à esquerda e de seguida seleccione o meio de transporte que deseja utilizar
Rua do Infante D. Henrique, 4050-116 Porto • (+351) 222062100
museu@ordemsaofrancisco.pt http://www.ordemsaofrancisco.pt/Ver arquivo DGPC
Gps 41.14082704 , -8.6153385
adicionar ao roteiro
x

#{text}